Festival do Japão

O que é KENREN

Fundação da Federação

Com a retomada de emigração após guerra, os familiares do Japão se organizaram uma entidade “Chihouken Kaigai Ijukazoku KAi ”(Associação Regional das Famílias de Emigrantes Ultramarinos), e mais tarde, em 1962 foi fundada no âmbito nacional sob denominação de “Nihon Kaigai Ijukazokukai Rengokai – Kazokukai”(Federação Japonesa das Famílias de Emigrantes Ultramarionos). O objetivo desta entidade era de “incentivar e apoiar” os emigrantes, e como não havia no Brasil entidade que pudesse coordenar as atividades da Kazokukai, com a iniciativa de Tatsuo Tanaka, Presidente da Kazokukai, na ocasião de sua visita ao Brasil, quando na realização do 1°. Congresso Nikkei Sul Americano em São Paulo, em setembro de 1965, a comunidade nipo-brasileira em atenção à recomendação do Consulado Geral do Japão em São Paulo, fundou-se a Kenren, em Abril de 1966, entidade com o objetivo de coordenar as atividades da Kazokukai e manter contato estreito com a mesma, no lado brasileiro.

Suas atividades iniciais se consistiam em dar assistência dos casos mais prementes dos imigrantes recém chegados, no resguardo dos direitos dos que se imigraram para o Brasil, após ter retornado ao Japão do exterior, onde permaneceram durante a última guerra, coletas de informações e paradeiros dos imigrantes, envio de descendentes que se dirigiam ao Japão na qualidade de estagiários, recepção e atendimentos das missões de solidariedade que visitavam os seus familiares no Brasil.

O primeiro Presidente Nakao Kumaki, em fevereiro de 1967, enviou ao Japão um grupo de 9 pessoas composo de imigrantes que para cá vieram a bordo do Kasato Maru.O povo japonês os recebeu com grande entusiasmo, e o governo japonês condecorou-os com a medalha Tesouro Sagrado de 6°. grau, em reconhecimento aos grandes esforços ao longo dos anos. O Presidente Nakao continuou como essa tarefa de enviar os imigrantes pioneiros sucessivamente por 6 vezes, no total de 73 pessoas, custeando-os inteiramente com recursos pessoais.

O terceiro Presidente Shuichiro Wada, negociou com o governo japonês para institucionalizar este processo, e para isso chefiou uma delegação em março de 1973, teve oportunidade de visitar as autoridades politicas, o Premier Kakuei Tanakm, o Vice-Premier Takao Fukuda, conduzida pelo Tatsuo Tanaka, Presidente da Kazokukai. Como resultado dessa negociação, conseguiu a aprovação para custear 100% das despesas de visita dos imigrantes pioneiros, a partir de 1975.

 

Principais atividades da KENREN

As primeiras atividades foram de prestar assitência no resguardo de direitos dos que emigraram para o Brasil, após ter retornado do exterior onde permaneceram durante a guerra; organizar e enviar delegações para visitar a terra natal, de membros formados pelos primeiro imigrantes; assistência aos grupos de famílias em suas visitas de solidariedade aos seus filhos emigrados ao Brasil; seleção e envio dos estagiários técnicos e bolsistas em Províncias; atendimentos das missões de pesquisa do Governo Central ou das Provincias; campanha de reconhecimento do direito ao voto nas eleições do Japão aos imigrantes, hoje poderia citar os seguintes como atividades fundamentais:

  • Construção do Memorial em Homenagem aos Imigrantes Pioneiros Falecidos;
  • Construção do Monumento do Desembarque de Imigrantes Japoneses em Santos;
  • Visita aos berços da história da imigração japonesa;
    Esta atividade teve início na ocasião da comemoração do 80°. Aniversário da Imigração Japonesa, sendo a primeira na Zona Noroesta, a segunda na Zona Paulista, terceira na Zona Mogiana, regiões onde os primeiros imigrantes japoneses foram alocados.
    Em 1998 empreendeu-se uma viagem ao Peru. Em 2001 participou da inaugração do Monumento de Embarque dos Emigrantes, construído no porto de Kobe.
    Nos intercâmbios com essas comunidades, tem proporcionado oportunidades de agradáveis reencontros surpreendentes com os visitantes, e pretende dar continuidades ao empreendimento.
    Com vista ao Centenário da Imigração a Kenren pretende intensificar estas visitas para fortalecer os laços de amizade através desse intercâmbio, por entender que seria uma das incumbências de grande importância.
  • Festival do Japão (Iguarias regionais do Japão – Folclores regionais)
    O Brasil abriga a maior comunidade de origem nipônica fora do território japonês, e as tradições gastronômicas e folclores foram herdadas e divulgadas pelas Associações de Províncias, não só para os descendentes, mas também entre os brasileiros, as participações de gerações jovens permitem remover as discutidas barreiras existentes na passagem de bastão dos isseis às gerações que seguem, e de buscar harmonia e coesão através do trabalho voluntário em comum. O “1º. Festival de Iguarias Regionais e Folclores Regionais do Japão” foi realizada em 1998, nas marquises do Parque Ibirapuera.
    Este Festival teve início na ocasião da comemoração do 90º. Aniversário da Imigração Japonesa, e a partir de 2002, passou a ser oficialmente reconhecido no Estado de São Paulo, e se tornou o maior evento da comunidade nipo-brasileira.

 

Federação das Associações de Provincias do Japão no Brasil
Rua São Joaquim, nº 381 – 5º andar – salas 51/52, Liberdade – São Paulo/SP – Brasil
Cep: 01508 – 001
Tel: (11) 3277-8569, 3277-6108, 3399-4416 – Fax: (11) 3207-5224
e-mail: info@kenren.org.br